+ NOTÍCIAS

SENAI FAZ BALANÇO POSITIVO DA COOPERAÇÃO COM ANGOLA

O Cônsul-Geral, Embaixador Belo Mangueira, recebeu em audiência, Anderson Barcelos Rocha Braga e Rogério Alves Firmino, coordenadores do projecto de modernização do Centro de Formação Profissional de Construção Civil de Viana (CEINFOC), pertencente ao Ministério da Administração Pública, Trabalho, Emprego e Segurança Social.

Foi feita uma abordagem sobre o referido programa, iniciado em 2016, que prevê a formação técnica e pedagógica dos formadores do CEIFOC, o desenvolvimento dos planos e currículos dos cursos de construção de edificações, montadores de estruturas metálicas e de assistentes de topografia.

De acordo com Anderson Braga, no ano passado encerrou-se a primeira fase do projecto, com o lançamento de uma turma piloto, composta por 82 instruendos nos referidos cursos.

Salientou que o objectivo é a formação de mão de obra profissional qualificada para o mercado de emprego angolano. Por isso, adiantou, que é intenção do SENAI, para o presente ano, aumentar o número de matrículas e elevar a capacidade de resposta do Centro, para atender a crescente procura dos referidos cursos por cidadãos angolanos.

Rogério Firmino, que acompanha de perto a implementação do projecto em Angola, referiu que é necessário uma maior divulgação dos cursos profissionalizantes para permitir uma maior aproximação do sector industrial, por um lado, e por outro, que a mensagem chegue a todos interessados angolanos em ver realizado o sonho da formação profissional. Estimo, para o ano corrente, a inscrição de 160 alunos, tudo isso, como resultado das excelentes relações existentes entre o Ministério da Administração Publica, Trabalho, Emprego e Segurança Social, o Instituto Nacional do Emprego e Formação Profissional, o Consulado Geral de Angola em SP, a Agência de Cooperação Internacional do Japão e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial do Brasil - SENAI .

Recorda-se que o SENAI e o Consulado Geral de Angola em São Paulo têm um entendimento relativamente à concessão de vistos aos trabalhadores formadores do SENAI e, neste contexto, este resolveu relatar o seu trabalho de formação técnico profissional em Angola.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MAIS NOTÍCIAS